Qualidade da Rede Hospitalar

Construção do Novo Getulinho e ampliação do Hospital Carlos Tortelly são algumas das ações para aprimorar o atendimento hospitalar na cidade.

Atendimento médico mais eficiente, organizado e humanizado. Esse é o objetivo do projeto Qualidade da Rede Hospitalar, que nasce para aperfeiçoar o complexo sistema de saúde pública da cidade. As iniciativas propostas não se limitam ao ambiente hospitalar: também passam pelo incentivo ao setor privado, com a redução do Imposto Sobre Serviços (ISS).

ICONES SITE NITEROI_0016_15 - Qualidade  da Rede Hospitalar

O novo Getulinho, um anseio da população, será referência no atendimento pediátrico no estado. A construção já começou. Além da emergência 24 horas, o novo Getulinho terá unidades de internação, leitos de terapia intensiva, centro cirúrgico, maternidade e ambulatórios de especialidades pediátricas.

Não podemos esquecer que Niterói enfrenta um peculiar agravante na área da saúde: a estrutura hospitalar da cidade é pressionada pela demanda da população de municípios vizinhos. Tanto que cerca de 30% das internações são de pacientes que residem em outras cidades. Esse quadro reforça a necessidade de integração de leitos das redes municipal, estadual e federal, o aperfeiçoamento do sistema de transporte de pacientes e a gestão eficiente da distribuição de remédios e da rede de apoio diagnóstico.

O Projeto de Qualidade da Rede Hospitalar vai ampliar e aperfeiçoar esse sistema, que engloba ainda o serviço ambulatorial especializado e o pronto-socorro. Essas estratégias vão melhorar o atendimento, reduzindo o tempo de espera de consultas e exames e organizando melhor o agendamento e realização de cirurgias eletivas.

As obras de adequação e ampliação do Hospital Carlos Tortelly, do novo Getulinho e da nova Unidade Municipal de Urgência Dr. Mario Monteiro, na Região Oceânica, já estão sendo tocadas.

  • Header Hospitalar
    Hospitalar 2
    Hospitalar 4
    Hospitalar 3
    Hospitalar 5
    Hospitalar 7