Crack! É Possível Vencer

Erradicar a epidemia de crack no município, atuando na prevenção com a criação de consultórios de rua e dissolvendo os pontos de consumo da droga.

Conhecida como a “droga da morte”, o crack é um dos grandes desafios da saúde pública e seu enfrentamento requer ações conjugadas entre os poderes. A prefeitura já firmou convênio com o Governo Federal para receber recursos e equipamentos do programa “Crack! É possível vencer”.

ICONES-INTERNA-CRACK-É-POSSIVEL-VENCER

O projeto da prefeitura para erradicar a epidemia de crack do município se divide em três eixos: prevenção, cuidado e autoridade. Frentes de trabalho que abrangem as etapas necessárias para o acompanhamento da população que vive em situação de risco para a violência urbana.

A prevenção passa pela criação de consultórios de rua, com equipes multiprofissionais especializadas na abordagem social. Também prevê a implantação da UAI (Unidade de Acolhimento Infanto-Juvenil) que oferecerá atendimento para tratamento de crianças e adolescentes com uso abusivo de drogas.

No eixo cuidado está prevista a implantação do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), para apoio, orientação e acompanhamento de famílias que vivenciam situações de violência.  Além da criação de mais um Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centropop), que viabiliza o processo gradativo de saída das pessoas das ruas e a inclusão desses indivíduos no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal.